As Filhas da Chiquita

abril 6, 2020 Off Por LS
Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://politicasdocus.com/2020/04/06/as-filhas-da-chiquita/
Twitter

 

O Círio de Nazaré é uma das maiores festas religiosas do mundo e atrai milhões de pessoas, em outubro, para as ruas de Belém, capital do Pará. A festa acontece desde 1793 e foi registrada pelo Iphan em 2004. No dossiê do registro da manifestação foi incluso a festa ‘As Filhas da Chiquita’, o mais tradicional encontro LGBTTQIA+ da Amazônia que acontece concomitante a festa católica. Considerada o “Stonewall brasileiro” por Elói Iglésias, ator, performer, compositor e um dos representantes da festa, a Chiquita é um dos maiores exemplos de resistência da comunidade no Pará. Surgida nos tempos da ditadura civil militar, a origem das Chiquitas remonta aos meados dos anos 70 quando grupos gays organizavam um bloco carnavalesco nas proximidades do presídio São José até o Bar do Parque, localizado na praça da República na avenida Presidente Vargas. O bar fica justamente no percurso do cortejo do Círio de Nazaré e a Chiquita passa a ser uma forma de enfrentamento ao conservadorismo da cidade, configurando-se como a parte “profana” da festa católica. Durante a festa, depois que o cortejo da santa passa, são tocadas música eletrônica, carimbó, tecnobrega e acontece a premiação do Veado de Ouro e Botina de Prata para homenagear pessoas que são LGBTTQIA+ de destaque ou aliadas. A festa virou um ponto de tensão no Círio, sendo alvo de diversas retaliações e obrigando os organizadores a terem que pedir autorização da polícia, todos os anos, para que ela possa acontecer. Entre 2002 e 2005, a diretora Priscilla Brasil colheu imagens da festa e editou o documentário As Filhas da Chiquita (2006, BRA, 52 min.), filme premiado em diversos festivais de cinema. A festa é uma referência não apenas para o movimento social, mas inspira ainda hoje uma nova geração de artistas que continua utilizar o Círio de Nazaré para problematizar a violência contra a comunidade lésbica, trans, travesti e gay, lutando contra a violência do estado e da sociedade conservadora.

 

links: 

https://youtu.be/7Cu_mt2SXBc

 

palavras-chave: festa; religião; profanação; 

 

 

Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://politicasdocus.com/2020/04/06/as-filhas-da-chiquita/
Twitter