Nágila GoldStar

julho 3, 2020 Off Por Leandro Colling
Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://politicasdocus.com/2020/07/03/nagila-goldstar/
Twitter

 


Chutando a porta com seu salto e fazendo voar uma nuvem de purpurina. Assim pode ser descrito o surgimento de Nágila GoldStar na cena transformista soteropolitana, em 2015. Nágila foi a primeira Drag Queen performada por uma mulher cisgênera a se apresentar regularmente em Salvador, fazendo shows, participando de concursos, criando projetos e movimentando a cena transformista local.

O conceito que norteia o trabalho e a pesquisa de Nágila é o da feminilidade como construção social, inclusive para as mulheres cis. Para isso, ela monta uma Drag “categoria luxo”, envolta em paetês, plumas e muito brilho, homenageando assim suas mais caras influências: as mulheres trans e travestis que faziam arte transformista na década de 70 e 80. Outra de suas inspirações é a “femme fatale”, a mulher que usa a feminilidade como artifício e instrumento de poder. Nas narrativas convencionais, geralmente impregnadas de misoginia, tal personagem costuma perecer ou ser castigada, mas, na narrativa criada por/através de Nágila, o destino dessa mulher é o prazer e a alegria, que ela divide com seu público.

Além de buscar, com sua montação, evidenciar a dimensão performativa do gênero, Nágila costuma levantar outras questões importantes em suas apresentações, relacionadas à sexualidade, ao empoderamento feminino e à violência contra a mulher. Quando está junto à troupe circense da qual faz parte, o Cabaré “Belas, Arretadas e Fora da Casinha”, Nágila explora o lado mais cômico e caricato da Arte Drag, inegavelmente sua grande paixão, em suas mais diversas formas.

Na época do seu nascimento, a cena ainda não contava com a presença de mulheres cis. Sozinha, sem o suporte de nenhum grupo ou coletivo, Nágila precisou abrir caminho num meio que se revelou bastante misógino. O apoio que ela teve veio de mulheres trans que já estavam na cena e de Drags mais antigas, que já possuíam o entendimento de que transformismo é arte e não gênero.

Entre outros pioneirismos, além de ter sido a primeira mulher cis a ganhar um concurso, o Talento Marujo (em 2016), no histórico espaço de resistência do transformismo baiano, o bar âncora do Marujo, Nágila fomentou a cena lésbica no meio Drag, através de iniciativas diversas: criou a primeira noite lésbica no Âncora do Marujo, o show “Uma Noite no Brejo”. Fez também a “Velcro Night Show”, no Caras e Bocas, onde também apresentou, tempos depois, a Noite 4×4, na qual já foi possível contar com a presença de outras amapôs, Frutífera Ilha e Tuti Luisão, que a essa altura também tinham surgido na cena.

De tanto ouvir, repetidamente, que ela era a primeira mulher a fazer Drag em Salvador, por responsabilidade política, ela criou, no Âncora do Marujo, o show “Mulheres no Poder”, no qual se apresentavam apenas mulheres, cis e trans, como uma oportunidade para evidenciar que já existiam mulheres presentes na cena muito antes do surgimento de Nágila.

Para reverenciar sua ancestralidade transformista, ela criou o DRAG Pride, projeto que já teve duas temporadas no Teatro Gamboa Nova, com objetivo de contar a história e preservar a memória da cena baiana, para o qual convida várias Drags da cidade, das mais antigas até as mais novas, para se apresentar e falar sobre suas vivências na cena.

Esses foram apenas alguns dos projetos que a artista criou, mas existiram muitos outros, em diferentes locais da cidade, como o Varanda Drag Show (na Varanda do Teatro Sesi, no Rio Vermelho), Nágila Drag Show (no Bar Berro D´Água, na Barra), Pororocas (no F Design Hostel do Rio Vermelho, em parceria com Malayka SN), Lésbica Futurista (no Âncora do Marujo, em parceria com Eva Sativa e Towanda Verde Frita), Quinta Glamourosa (no Pelourinho, junto com Gina D´Mascar), Glamourosas de Quinta (em Belo Horizonte, em parceria com Bella La Pierre)…

Nágila Goldstar é uma criação da Atriz e Produtora Ingridy Carvalho.

 

Obras selecionadas: Uma Noite no Brejo, Mulheres no Poder, DRAG Pride

Links:

https://www.facebook.com/nagila.goldstar
https://instagram.com/nagilagoldstar

Palavras-chave: Drag; performance; lésbicas;

Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://politicasdocus.com/2020/07/03/nagila-goldstar/
Twitter