Pesquisador do NuCuS lança livro sobre arte, gênero e sexualidade

Pesquisador do NuCuS lança livro sobre arte, gênero e sexualidade

março 3, 2021 Off Por Leandro Colling
Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://politicasdocus.com/2021/03/03/pesquisador-do-nucus-lanca-livro-sobre-arte-genero-e-sexualidade/
Twitter

A vontade de expor – arte, gênero e sexualidade. Esse é o título do novo livro do professor Leandro Colling, que será lançado na próxima quarta-feira, dia 10 de março, às 18h, no canal do youtube da Editora da Universidade Federal da Bahia (https://www.youtube.com/channel/UC1debL_DpIp7I_fAGfWcv7w).

O livro, resultado de uma pesquisa financiada pelo programa Capes/Print e executada durante o período (2019-2020) em que o autor foi professor visitante na Universidade de Sevilha, analisa exposições que estiveram em cartaz em museus nas cidades de Madri, Barcelona, Valência e Sevilha. Todas as mostras selecionadas (de David Wojnarowicz e Henrik Olesen, no Museu Reina Sofia, Feminismos, no Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona, Tiempos convulsos, no Instituto Valenciano de Arte Moderna, The Richard Channin Foudation e Nosotras, de nuevo, no Centro Andaluz de Arte Contemporânea, e Pink power, de Verónica Ruth Frías, no Instituto da Cultura e das Artes de Sevilha) reuniam obras que tratavam sobre diversidade e/ou dissidência sexual e de gênero. Além de artistas que integram essas exposições, o livro também analisa obras de José Pérez Ocaña e Abel Azcona e apresenta uma série de outras produções artísticas (teatro, cinema, dança, canto e performance) que ele consumiu paralelamente no período da pesquisa.

 “Para as pessoas em geral, eu penso que o livro pode servir como um guia para conhecer uma série de artistas. Já para as pessoas mais ligadas à academia, acredito que ofereço algumas contribuições de ordem mais conceitual. Por exemplo, problematizo a distinção entre performance e performatividade de gênero (presente em Judith Butler) e faço uma crítica às chaves de leitura da arte queer do fracasso (de Jack Halberstam), negatividade e pulsão de morte (Lee Edelman) e infelicidade (Sara Ahmed) e tento oferecer outras chaves para pensar essas produções artísticas, inspiradas de José Esteban Muñoz e nos próprios artistas da cena espanhola e também brasileira”, explica Leandro Colling.

O autor, em diálogo com a conhecida obra de Michel Foucault, evidencia como, ao mesmo tempo em que em se amplia a “vontade de expor” obras artísticas sobre gênero e sexualidade nos museus, também se mantém a vontade de categorizar, mesmo quando artistas e pesquisadores/as se dizem influenciados/as por perspectivas teóricas que, historicamente, tiveram como proposta principal criticar as categorizações, os binarismos e dicotomias, a exemplo dos estudos queer, uma das principais influências no pensamento do pesquisador. “A “fúria categorizante” não atinge apenas curadores/as e pesquisadores/as mas também alguns artistas, como revela a análise que fiz da exposição de Henrik Olesen, que esteve em cartaz no Reina Sofia, o que me motivou a realizar uma reflexão sobre o anacronismo na história da arte”, conta Colling.

Além disso, o livro foi escrito de uma forma diferenciada. Inspirado em obras como as de Berenice Bento, Andrea Zanella e Janaina Fontes Leite, a ideia foi a de produzir um exercício cartográfico e etnográfico para que o/a leitor/a acompanhe e conheça todo o processo de construção da obra. Assim como em muitas obras da arte contemporânea foi, e em muitos casos ainda é, importante o processo, no livro A vontade de expor também é possível conhecer como a pesquisa foi realizada. Para isso, em determinados momentos, o autor relata como chegou em cada uma das cidades, como descobriu as exposições, que temas elas o motivaram a ler e pesquisar, de que modo as obras o afetaram.

Para evidenciar que “a vontade de expor” não se limita aos museus, o autor ainda apresenta, ao longo do livro, uma série de outras produções artísticas, de diversas linguagens, com os quais teve contato durante a investigação. Ao final da obra, Colling conclui que a pesquisa foi produzida por aquilo que ele nomeou por Afetos Performativos Utópicos e Dissidentes (APUD) capazes de ressignificar a pulsão de morte, o fracasso ou a infelicidade e produzir resistências.

Leandro Colling é docente do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, professor permanente do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade e colaborador do Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres, Gênero e Feminismo, da Universidade Federal da Bahia, e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais (PPGCHS), da Universidade Federal do Oeste da Bahia. É um dos criadores e integrante do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Culturas, Gêneros e Sexualidades (NuCuS).

O que: Lançamento do livro A vontade de expor – arte, gênero e sexualidade, com as presenças de Leandro Colling, Assumpta Sabuco, João Manuel de Oliveira e Marcelo de Trói

Quando: dia 10 de março, 18h

Onde: canal do youtube da Editora da Universidade Federal da Bahia (https://www.youtube.com/channel/UC1debL_DpIp7I_fAGfWcv7w)

Sites em que o livro será comercializado (entre outros):

https://www.queerlivros.com.br/

https://www.estantevirtual.com.br/

Preço do livro: 45,00 (desconto de 30% no dia do lançamento)

Please follow and like us:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://politicasdocus.com/2021/03/03/pesquisador-do-nucus-lanca-livro-sobre-arte-genero-e-sexualidade/
Twitter