Políticas do CUS

13 Janeiro 2017 In Notícias

 

 

A sexta edição da Periódicus, revista de estudos indisciplinares em gêneros e sexualidades, já pode ser conferida no site da publicação (clique aqui). Desta vez, a revista publica o dossiê Genealogias excêntricas: práticas artísticas queerfeministatrans e conhecimentos dessubjugados, organizado pelos pesquisadores João Manuel de Oliveira (ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa) e Tiago Sant´Ana (UFBA). O dossiê conta com oito textos. Além disso, a edição ainda possui sete artigos na sessão livre e duas resenhas.

 

“As genealogias excêntricas referem-se a estas genealogias outras, que emergem fora dos centros de produção de conhecimento, a partir de conhecimentos subjugados, surgindo das periferias e das semiperiferias, que se apresentam como extravagantes face a uma determinada ordem canónica que normaliza o modo como se conta e que se apresentam como formas de estranhamento do que conta como queer ou como género”, escreve João Oliveira, na apresentação do dossiê. Por causa do tema do dossiê, a revista resolveu publicar em sua capa uma imagem dx artista Malayka SN, de Salvador, que tem se destacado na cidade em suas performances, em especial sob o comando das Terças Estranhas, no bar Âncora do Marujo.

 

A sexta edição também marca o momento em que começam a ser divulgados os resultados das primeiras avaliações das áreas da Capes para a revista. Por enquanto, dez áreas já divulgaram a avaliação da revista e duas delas (Sociologia e Artes/Música) concederam o conceito B3 para a Periódicus. A área interdisciplinar, na qual mais se situa a revista, ainda não divulgou o resultado de sua avaliação. "Conseguir um B3 na primeira avaliação, para uma revista produzida sem um centavo, apenas com o trabalho voluntário das pessoas, é uma vitória", disse o professor Leandro Colling, que edita a revista junto com Carlos Henrique Lucas Lima.

 

A revista já está recebendo textos para o dossiê do sétimo número, a ser publicado em maio-junho de 2017. Intitulado Sapatão é revolução! Existências e resistências das lesbianidades nas encruzilhadas subalternas (leia chamada aqui), será organizado pelas professoras e pesquisadoras Ana Cristina C. Santos (Universidade Federal de Alagoas), Simone Brandão Souza (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) e Thaís Faria (Universidade Federal da Bahia).

 

Os textos para a sétima edição devem ser enviados até dia 6 de março de 2017, exclusivamente através do site da revista, dentro das normas disponíveis aqui. A sessão livre recebe submissões em fluxo contínuo.

 

A revista Periódicus é uma publicação online do grupo de pesquisa Cultura e Sexualidade (CUS), da Universidade Federal da Bahia.

 

Sumário

 

Apresentação do dossiê

 

Genealogias excêntricas: os mil nomes do queer

João Manuel de Oliveira

PDF

01-06

 

Sobre arte, conhecimentos e linhas de fuga

Tiago Sant’Ana

PDF

07-10

 

Dossiê

 

Imaginario fotográfico de una selk’nam mestiza

Violeta Arvin, Jorge Lucero

PDF

11-26

 

A arte de nomear: leituras (trans)gressoras de gênero a partir de uma obra dadaísta de Marcel Duchamp

Cláudio Eduardo Resende Alves, Magner Miranda de Souza, Maria Ignez Costa Moreira

PDF

27-44

 

Queer como um tratado de guerra: breves anúncios sobre a história do Teatro Queer de Belém do Pará

Kauan Amora Nunes

PDF

45-60

 

Arte transviada de código aberto

Tiago Rubini

PDF

61-70

 

O pênis fala coisas que eu não sei dizer: para pensar em uma nova história do masculino

Júnior Ratts

PDF

71-94

 

Experimentação de um dispositivo-corpo em uma vivência drag: pesquisar pelo afetar

Lúcio Costa Girotto, Cristiane Gonçalves da Silva, Maurício Lourenção Garcia

PDF

95-109

 

A experiência estética e as visibilidades de gêneros

Helen Campos Barbosa

PDF

110-124

 

Amor e Política

Maria Gil, Miguel Bonneville

PDF

125-153

 

Livre

 

Narrando a mim mesmo: “Hoje sou peixe/E sou meu próprio pescador” – percursos de resistências marcados de Trans-Solidão na tecelagem de uma vida!

Rubenilson Pereira de Araújo

PDF

154-165

 

O que te alucina? Banheiros, pichações e processos de subjetivação em gênero

Camila Ramos Cunha, Antônio Vladimir Félix da Silva

PDF

166-178

 

“O São João é gay!!”: horizontes interpretativos sobre as perfomances trans na festa junina no Ceará

Hayeska Costa Barroso

PDF

179-197

 

Resquícios humanos em corpos pixelados: sobre a potência desnaturalizante de sexo/gênero em avatares de jogos digitais

Lucas Aguiar Goulart, Henrique Caetano Nardi, Inês Hennigen

PDF

198-211

 

Teoria Queer entre a Pós-modernidade e o Presentismo: um caminho crítico possível?

Cássio Bruno de Araujo Rocha

PDF

212-240

 

Vagas notícias de Melinha Marchiotti, de João Silvério Trevisan, e o terrorismo anal

Fábio Figueiredo Camargo

PDF

241-252

 

Pesquisa bailarina: a dança como metáfora da desconstrução do corpo docente generificado

Rogério Machado Rosa, Renata Orlandi

PDF

253-268

 

Resenhas

 

Da estranha força que nos faz escapar: um ensaio sobre o livro Performatividades Reguladas: heternormatividades, narrativas biográficas e educação, de Marcio Caetano

Carlos Henrique Lucas Lima

PDF

269-275

 

Entre o céu e o inferno: a teologia inclusiva e o gay cristão

Natanael de Freitas Silva

 

Compartilhe

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Login